domingo, 10 de junho de 2012

C a n s a d...


Ando tão cansada de urgências. De sentimentos intensos demais, de querer compreender tudo que se passa aqui dentro, das pessoas querendo compreender, das pessoas se importando com coisas pequenas demais, se aborrecendo com coisas pequenas demais, se chateando e cortando relações com outras pessoas por bobagens. Ando tão cansada de drama, de exagero, de reflexões exageradas que não levam a lugar nenhum, de questionamentos, suposições, de desabafos. Ando tão cansada que tudo que eu quero, às vezes, é ficar assim, sozinha no meu quarto em pleno domingo enquanto todos os meus amigos estão juntos se divertindo, uns na boate, outros na casa de alguém, e por aí vai. 
Ando tão cansada de gente se metendo na vida dos outros. Quem decide o que eu vou beber sou eu. Se eu quero beber cerveja o problema é meu.  E se eu quiser sair de uma reunião de amigos porque, sem mais nem menos, não estou me sentindo bem lá, deixe que eu vá. Não podia ser simples assim? Mas as pessoas estão sempre querendo que as coisas permaneçam as mesmas. Inclusive eu, na maioria das vezes. 
Mas e dai se eu não estou afim de ficar naquele lugar com 15 pessoas que antes me faziam bem? E dai que é a segunda vez que isso acontece? Não me senti bem, caramba. Tenho mais é que ir embora. E se eu estiver perdendo a vontade de ficar perto deles, se não quiser mais ir à esses encontros, se não for mais como antes, sinto muito. Com certeza isso não brotou dentro de mim atoa. E isso pode acontecer sem que uma crise surja. Por favor!
Ok, nada disso parece vir de mim, logo eu, sentimental, supervalorizadora das amizades e blablabla. Ando cansada, é isso. Talvez amanhã eu esteja recuperada, mas agora? Estou cansada! Não quero conversas, não quero nada, quero ficar quieta e quero que as pessoas fiquem quietas também.
Eu estou sentindo uma coisa que não sei explicar, não sei direito porque não estava me sentindo bem com meus amigos, não sei porque ando exausta de tudo isso e não estou nem aí pra isso. Não é maravilhoso? Estou apenas sentindo isso e não faço questão de saber o que é, nem o porquê. Deixe aí, uma hora passa. 
Eu não quero outra crise. Nem minha nem de ninguém. 
Isso sou eu agora. Seria egoísmo demais da minha parte querer que as pessoas compreendam isso. Seria egoísmo demais pensar que se algum deles chegasse e me falasse isso eu aceitaria numa boa. Por isso, mesmo não querendo crises, desabafos, discussões, etc, irei continuar convivendo com isso, porque não posso exigir nada dessas pessoas. Esse momento é meu. Essa sou eu agora. Amanhã posso ser outra coisa e... sem crise quanto à isso, mas essa coisa de amanhã pode estar em crise.

7 comentários:

  1. Tente repousar, não de si de mesma, mas das coisas que te cansam. Faça algo diferente, mude a rota, se desvie da rotina, não perca tempo. Seja você mesma, sorria mais e ame incondicionalmente e independente de qualquer coisa, ame muito e sempre.

    Beijos! :)

    ResponderExcluir
  2. Livia,

    Espero que todo esse cansaço não te deixe esquecer do quanto você é linda e merece sempre estar sorrindo. Eu sei, as vezes é difícil manter a calma e a vontade de continuar. Porém, nunca se esqueça de que a felicidade é um bem que temos que manter todos os dias.

    Um grande beijo,

    Pedro Menuchelli

    ResponderExcluir
  3. Lívia, tem tempos que são assim, carregam em si mesmos uma urgência de mudanças ou necessidades delas e talvez por isso tudo à nossa volta seja cansativo, chato e tudo mais ... sabe de uma coisa? Penso que é bom quando em alguns momentos, não estamos nem aí! Compreendo e entendo esse "cansaço", é como revirar as mesmas gavetas todos os dias. Sei lá quando, mas isso passa.
    Um grande abraço e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. "Que a cada manhã a sua coragem acorde bem juntinho de você, sorria pra você, e o convide para viverem uma história toda nova, apesar do cenário aparentemente costumeiro."

    Caio Fernando Abreu


    ...Que lindo este cantinho!!
    adorei aqui, e com certeza ficarei :)

    estou seguindo..
    retribui??

    beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Dê férias ao teu cansaço e as costas aos teus problemas. Mas lembre-se: ignorar os problemas não os fazem sumir, mas nos dá a paz que necessitamos recuperar para enfrentá-los. Abra as portas para o silêncio e o aprecie. Se aprecie.
    Beijo doce.

    ResponderExcluir
  6. Sou o tipico exemplos das crises mais bobas possíveis...
    Enquanto me via impossibilitada de sentimentos carinhosos por escolha propiá...nunca tive descontrole algum.
    O problema é que tornar-se alguém repleta de emoções
    Faz com que essas em alguém momento entre em ebulição e tenha os mais variados tipos de alterações.
    Normal...quando todos entenderem que ser alguém é muito mais do que apenas sorrisos...seremos mais compreendidas ou nossos momentos de quietude passarão.

    bjin adorei aqui,estou seguindo

    ResponderExcluir
  7. E aliás, o amanhã nunca se sabe né? (:

    ResponderExcluir